top of page

[GRAMÁTICA] Orações Coordenadas

Atualizado: 16 de jan.



Orações Coordenadas são orações encontradas em um mesmo período, mas entre si são independentes sintaticamente. Isso quer dizer que, quando são separadas é possível entender seu sentido, independente da oração que esteja próxima.



Contudo, apesar de não dependerem de outras orações para existirem, podem fazer uso de outras para completar o seu sentido. Esse tipo de ligação nas orações coordenadas ocorre quando há presença de conectivos como, por exemplo, as conjunções.

Oração Coordenada Assindética


As orações coordenadas assindéticas são aquelas que NÃO são articuladas a outras orações por meio de conectivos, mas sim, por Vírgulas. O prefixo -a, de origem grega, sinaliza a negação, a privação de presença de um síndeto, ou seja uma conjunção coordenativa.

Saí cedo de casa, peguei um táxi, fui ao shopping, voltei tarde. Cheguei na escola, fui direto à sala da diretora. Faço um bolo, uns doces, uns salgadinhos.

​Oração Coordenada Sindética


As orações coordenadas sindéticas são caracterizadas pelo período composto ligado através de uma conjunção ou locução coordenativa.

Assim, dependendo dos conectivos presentes nas orações, elas podem ser: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas.

Classificação das Orações Coordenadas Sindéticas

As orações coordenadas sindéticas podem ser: aditivas, adversativas, alternativas, explicativas e conclusivas. Vejamos a seguir cada uma delas:​



A) Orações Coordenadas Sindéticas Aditivas: são orações encadeadas por conjunções coordenativas aditivas estabelecendo entre si uma ideia de soma, de adição, de acréscimo de fatos e informações. Normalmente, elas são utilizadas para dar maior ênfase ao conteúdo da oração seguinte.​

Quero comer carne e feijão com arroz. Ele não apenas cantou, mas também dançou. O menino não gosta de moto nem bicicleta.

B) Orações Coordenadas Sindéticas Adversativas: estabelecem uma relação de contraste, de oposição, de quebra de expectativa entre si por meio de uma conjunção coordenativa adversativa antecedida por vírgula.​

Eles gostaram muito da festa, mas prefeririam ter ficado em casa. A garota queria estudar, embora não tivesse incentivo. O meu time ganhou o jogo, todavia, fomos desclassificados. O menino não gostava de estudar, ainda assim seu pai o obrigava. Maria não queria trabalhar, porém teve que ir.

C) Orações Coordenadas Sindéticas Alternativas: estabelecem entre si uma ideia de alternância, de escolha, cujo conteúdo de uma exclui o conteúdo da outra.

A vírgula opcional quando houve somente uma oração coordenada alternativa. Caso haja mais de uma oração coordenada alternativa, o uso da vírgula é obrigatório.​

Ou você gosta, ou não gosta. Ora você quer dormir, ora quer brincar. Você não vai ficar nem com um, nem com outro. Quer você queira, quer não, vai haver votação.

D) Orações Coordenadas Sindéticas Explicativas: fornecem uma explicação a um conteúdo informado na oração anterior. A vírgula deve ser utilizada antes da conjunção coordenativa explicativa.​

Leve uma jaqueta, pois vai esfriar. A professora saiu mais cedo da aula, porque tinha consulta marcada. São quatro as estações do ano, a saber: primavera, verão, outono e inverno.

E) Orações Coordenadas Sindéticas Conclusivas: estabelecem entre si uma relação de conclusão ou consequência por meio de uma conjunção coordenativa conclusiva. É obrigatório o uso de vírgulas entre uma oração e outra.​

Erick recebeu o pagamento, então foi ao supermercado. Ela foi a pé, por isso está tão cansada. O vendedor fez ótimas vendas, portanto ganhou um aumento. Os alunos não voltaram para a sala, por conseguinte, levaram advertência.

Exercícios

Questão 1. Classifique as orações coordenadas sublinhadas conforme o código abaixo:

(1 ) oração coordenada assindética

(2 ) oração coordenada sindética aditiva

( 3 ) oração coordenada sindética adversativa

( 4 ) oração coordenada sindética alternativa

( 5 ) oração coordenada sindética explicativa

( 6 ) oração coordenada sindética conclusiva


A) Gosto muito de dançar,  pois faço “jazz” desde pequenina.

B) Recebeu o presente, abriu o pacote e soltou um largo sorriso.

C) Acendeu o “abat-jour”, guardou os chinelos e deitou-se.

D Não se preocupe, que estaremos aqui.

E) Ele estudou bastante; deve, pois, passar no próximo vestibular.

F) Está faltando água nas represas, por conseguinte haverá racionamento de energia.

G) Não vá embora ou eu vendo esta casa.

H) Não é maldade, nem egoísmo.

I) Ela não só chorava, como também rasgava as cartas com desespero.

J) Estudou muito; no entanto, não está preparado para a prova.

L) Viajei até ao Norte, porém não consegui observar todas as paisagens.

M) Já ensinei a técnica, portanto façam corretamente o trabalho.

N) Traz-me as tuas revistas ou terei que comprar outras.

O) Seja pelo melhor, seja pelo pior, vou emigrar para Londres.

P) O meu amigo não aceita ajuda de ninguém, por conseguinte vou ajudá-lo sem que perceba.

Q) Tudo é belo por aqui, mas a tristeza me acompanha.

R) Eles não terminaram o que tinham que fazer nem se esforçaram por isso.

S) Ora sorri, ora chora amargamente.


Questão 2. Una as orações de cada um dos pares a seguir com a conjunção coordenativa adequada:

A) Todos prometeram ajudar. Muitos não cumpriram a promessa.

B) O homem acende o cigarro. O homem dá uma tragada. O homem joga o cigarro pela janela.

C) Ele trabalhava durante o dia. Estudava à noite.

D) Ele é o professor. Devemos respeitá-lo.

E) O lavrador abriu sulcos. Depositou as sementes.

F) Precisamos preservar a natureza. Não sobreviveremos.


Questão 3. No período: “Material comprado, mão de obra contratada e terreno preparado”, temos:

A) Três subordinadas substantivas.

B) Duas orações coordenadas assindéticas e uma oração subordinada substantiva.

C) Três orações coordenadas.

D) Uma oração principal e duas orações subordinadas.

E) Quatro orações coordenadas.


Questão 4. Coloque C (certa) ou E (errada) para as alternativas em que a oração em destaque foi INCORRETAMENTE analisada: A) (     ) Compre o bilhete PORQUE O SORTEIO SERÁ AMANHÃ. (Oração Coordenada Sindética Conclusiva); B) (     ) Viu o acidente E SOCORREU AS VÍTIMAS. (Oração Coordenada Sindética Aditiva); C) (     ) O professor fala muito, QUESTIONA BASTANTE. (Oração Coordenada Assindética); D) (     ) Volte cedo, POIS IREMOS À FESTA. (Oração Coordenada Sindética Explicativa); E) (     ) Não correu NEM BRINCOU. (Oração Coordenada Sindética Aditiva); F) (    )  O guerreiro armou-se E FOI À GUERRA.  (Oração Coordenada Sindética Aditiva);

G) (     ) Discutiram, MAS NÃO CHEGARAM A NADA. (Oração Coordenada Sindética Adversativa);

H) (     ) A música se aviva, O RITMO TORNA-SE IRRESISTÍVEL, FRENÉTICO, ALUCINANTE (Oração Coordenada Assindética);

I) (     ) Trabalhou E NÃO RECEBEU. (Oração Coordenada Sindética Aditiva); J) (    ) Eu o considero; QUERO, POIS, CONTAR-LHE UM SEGREDO. (Oração Coordenada Sindética Aditiva);

K) (    ) QUER EM CASA, quer no trabalho ela é aplicada. (Oração Coordenada Sindética Alternativa).


Questão 5. A oração destacada classifica-se como:

“Ele pensava numa nova edição do seu romance pela mesma editora; NÃO, PODERIA, POIS, TER RESCINDIDO O CONTRATO COM ELA.”

A) subordinada adverbial final.

B) subordinada adverbial consecutiva.

C) subordinada adverbial condicional.

D) coordenada assindética explicativa.

E) coordenada sindética conclusiva.


Questão 6. (Univ. Fed. Santa Maria – RS) – Assinale a sequência de conjunções que estabelecem, entre as orações de cada item, uma correta relação de sentido.

1. Correu demais, … caiu.

2. Dormiu mal, … os sonhos não o deixaram em paz.

3. A matéria padece, … a alma é imortal.

4. Leu o livro, … é capaz de descrever as personagens com detalhes.

5. Guarde seus pertences, … podem servir mais tarde.


A) porque, todavia, portanto, logo, entretanto

B) por isso, porque, mas, portanto, que

C) logo, porém, pois, porque, mas

D) porém, pois, logo, todavia, porque

E) entretanto, que, porque, pois, portanto.

2.391 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page