top of page

(REDAÇÃO) Redação do ENEM: como funciona?

A redação do Enem é formada por uma frase-tema, geralmente de um problema atual da sociedade brasileira, e cobra dos participantes uma proposta de intervenção. O texto deve ser escrito em até 30 linhas e na estrutura de dissertação argumentativa.


A proposta de redação vem acompanhada por textos de apoio, que podem ser pesquisas científicas, notícias, quadrinhos ou outras ilustrações. Esses textos podem ser usados para reforçar o argumento do participante, até como citação, mas não devem ser copiados.


Além de dissertar e apresentar argumentos, é preciso que o estudante defenda uma ideia e a justifique. Para isso, se faz necessário desenvolver uma proposta de intervenção para o problema, ou seja, não basta concluir o texto, é obrigatória a apresentação de soluções que sejam viáveis e que respeitem os direitos humanos. Este último tópico está previsto na matriz de referência do Enem desde 2013.


A prova de redação encontra-se após a última questão de Linguagens e Códigos e antes da parte de Ciências Humanas do caderno de provas do Enem.


Anteriormente, havia uma folha somente para rascunho da redação. Contudo, desde o Enem 2019 a prova contou com uma nova diagramação, com aproveitamento dos espaços em branco para rascunho, diminuindo as folhas do caderno.


A fuga total ao tema ou a elaboração de um texto que não seja dissertativo-argumentativo podem zerar uma prova de redação no Enem. Ela também precisa ter entre 7 e 30 linhas. Qualquer texto que não cumpra com esse limite será zerado pelo corretor.


Os participantes não precisam criar um título. Quem criar perderá uma linha para escrever o texto. Deixar a redação em branco, mesmo com texto em rascunho, é outro quesito que zera a prova de redação. 


Fonte:

https://vestibular.mundoeducacao.uol.com.br/enem/redacao-enem.htm

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page