top of page

[LINGUÍSTICA E SEMIÓTICA] Reescrita I

A reescrita é uma etapa importante do processo de escrita, que consiste na revisão e na edição do texto para melhorar sua qualidade. A revisão textual é o processo de verificação do texto para identificar e corrigir erros ortográficos, gramaticais, estilísticos e de conteúdo.


Revisão textual

A revisão textual deve ser feita com atenção, procurando por erros de:

  • Ortografia: erros na escrita das palavras, como troca de letras, omissão de letras ou uso de letras incorretas.

  • Gramática: erros na construção das frases, como concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, colocação pronominal e pontuação.

  • Escrita: erros de estilo, como excesso de palavras ou frases redundantes, uso de linguagem coloquial ou informal em um texto formal, e falta de clareza ou coesão.

Usos comuns da vírgula

A vírgula é um sinal de pontuação que é utilizado para separar palavras, frases ou orações. Ela pode ser usada em diversas situações, mas os usos mais comuns são:

  • Para separar termos ou expressões de igual valor, como em "o livro, a caneta e o lápis".

  • Para separar orações independentes, como em "O homem entrou no quarto, fechou a porta e deitou-se na cama".

  • Para separar orações coordenadas assindéticas, como em "O menino correu, saltou e gritou".

  • Para separar orações adjetivas explicativas, como em "O livro, que é muito interessante, foi escrito por um autor famoso".

  • Para separar orações adjetivas restritivas, como em "O livro que você me deu é muito interessante".

  • Para separar vocativos, como em "Olá, amigos!".

  • Para separar apostos, como em "O livro, um presente de aniversário, era muito bonito".

Articuladores textuais

Os articuladores textuais são palavras ou expressões que servem para ligar orações, frases ou parágrafos. Eles são importantes para a coesão do texto, pois ajudam a organizar as ideias e a garantir a compreensão do leitor.


Alguns articuladores textuais comuns são:


Coordenadores

  • Aditivos: e, nem, mas, também, não só...mas também, ainda, já, todavia, contudo, porém, aliás, entre outros.

  • Adversativos: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, ao contrário, salvo se, por outro lado, por outro lado, entre outros.

  • Alternativos: ou, ou...ou, ora...ora, quer...quer, seja...seja, entre outros.

  • Conclusivos: logo, por isso, pois, portanto, por conseguinte, pois é, entre outros.

  • Explicativos: que, porque, pois, porquanto, por isso que, visto que, entre outros.

Subordinadores

  • Causais: porque, pois, porquanto, visto que, como, desde que, já que, entre outros.

  • Condicionais: se, caso, contanto que, desde que, a menos que, a não ser que, entre outros.

  • Concessivas: embora, ainda que, mesmo que, conquanto, posto que, entre outros.

  • Temporais: quando, enquanto, antes que, depois que, desde que, logo que, entre outros.

  • Locais: onde, aonde, donde, por onde, desde onde, até onde, entre outros.

  • Finais: para que, a fim de que, com o objetivo de que, com a intenção de que, entre outros.

  • Causais: porque, pois, porquanto, visto que, como, desde que, já que, entre outros.

Em última análise, a reescrita é uma jornada de refinamento constante. A revisão textual, aliada ao entendimento dos usos da vírgula e dos articuladores textuais, é a chave para transformar um texto comum em uma obra-prima.


Lembre-se de que cada palavra, cada pontuação e cada articulador têm um propósito. Ao abraçar a arte da reescrita e dedicar tempo à revisão minuciosa, você não apenas aprimora a qualidade de suas palavras, mas também eleva a experiência de leitura para aqueles que se aventuram em suas criações literárias.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page