top of page

[GÊNERO TEXTUAL] Crônica jornalística

Atualizado: 21 de jan.

Entre as páginas dos jornais e revistas, um gênero textual se destaca por sua habilidade única de capturar a essência do cotidiano de maneira leve e reflexiva: a crônica jornalística. Neste artigo, exploraremos esse fascinante gênero, mergulhando na sua definição, características distintivas e apresentando exemplos marcantes que contribuíram para a rica tradição da crônica no Brasil.


Definição

A crônica jornalística é uma forma literária que combina elementos da prosa e do jornalismo para retratar eventos, situações e observações do dia a dia. Ao contrário de notícias rígidas, a crônica busca envolver o leitor por meio de uma linguagem pessoal, subjetiva e muitas vezes carregada de emoção. Ela se destaca pela liberdade criativa do autor ao abordar temas variados, desde acontecimentos cotidianos até reflexões mais profundas sobre a condição humana.


Características da Crônica Jornalística

  1. Subjetividade e Tom Pessoal: A crônica permite que o autor insira sua subjetividade na narrativa, compartilhando opiniões pessoais, experiências e sentimentos. Esse tom pessoal cria uma conexão mais íntima entre o autor e o leitor.

  2. Cotidiano e Observação Aguda: Focando-se no ordinário, a crônica destaca o extraordinário no cotidiano. Os cronistas muitas vezes apresentam uma observação aguda e sensível do mundo ao seu redor, transformando o comum em algo notável.

  3. Variedade Temática: A crônica jornalística não se limita a um tema específico. Pode abordar desde trivialidades do dia a dia até questões sociais, culturais e políticas, oferecendo uma ampla gama de tópicos para exploração.

  4. Estilo Leve e Irônico: A linguagem da crônica frequentemente adota um estilo leve, por vezes irônico e humorístico. Essa abordagem contribui para tornar a leitura mais acessível e agradável.

Exemplos Conhecidos no Brasil

  1. "Felicidade Clandestina" de Clarice Lispector: Clarice Lispector, conhecida por sua prosa lírica, presenteia os leitores com esta crônica que mescla lembranças de infância e reflexões sobre a busca da felicidade de forma singular.

  2. "O Cego de Ipanema" de Luis Fernando Veríssimo: Luis Fernando Veríssimo é um mestre na arte da crônica, e "O Cego de Ipanema" é um exemplo envolvente de sua habilidade em combinar observação aguda com humor refinado.

  3. "A Tolice da Inteligência Brasileira" de Machado de Assis: O mestre Machado de Assis também deixou sua marca na crônica jornalística, e este texto é um exemplo de sua perspicácia ao abordar questões intelectuais e sociais de sua época.

Exemplo de crônica jornalística

Aqui está um exemplo de crônica jornalística, escrita pelo autor brasileiro Rubem Alves:


O ovo e a galinha

O ovo veio antes da galinha?

A pergunta é antiga e ainda não tem resposta definitiva.

A ciência diz que a galinha veio antes do ovo. Afirma que a galinha surgiu de um réptil ancestral, que botava ovos com casca mole. Com o tempo, os ovos foram ficando mais duros, até chegarem ao formato que conhecemos hoje.

A religião, por outro lado, diz que o ovo veio antes da galinha. Afirma que Deus criou o ovo e, dentro dele, a primeira galinha.

A questão é complexa e não há uma resposta fácil. Mas, para o cronista, o que importa não é a resposta, mas a pergunta.

A pergunta sobre o ovo e a galinha é uma pergunta sobre o começo das coisas. É uma pergunta sobre a origem da vida.

É uma pergunta que nos faz pensar sobre o mistério da criação.

É uma pergunta que nos faz refletir sobre o nosso lugar no mundo.


Análise da crônica

Essa crônica é um exemplo de crônica jornalística porque aborda um tema cotidiano, a origem da vida, de forma leve e coloquial. O autor usa uma linguagem simples e acessível, e a crônica tem um tom de reflexão.


A crônica começa com uma pergunta retórica que introduz o tema. Em seguida, o autor apresenta as duas principais teorias sobre a origem da galinha: a científica e a religiosa.

Depois, o autor faz uma reflexão sobre o significado da pergunta. Ele afirma que a pergunta não é sobre a resposta, mas sobre a própria pergunta.


A crônica termina com uma reflexão sobre o mistério da criação e o nosso lugar no mundo.

Esta é apenas uma das muitas possibilidades de crônica jornalística. O gênero é versátil e pode ser usado para abordar qualquer tema cotidiano, atual ou da cultura popular.


A crônica jornalística é uma expressão literária que transforma o ordinário em extraordinário, proporcionando aos leitores uma visão única e reflexiva do mundo ao seu redor. Ao explorar suas características e exemplos marcantes no contexto brasileiro, percebemos como esse gênero continua a desempenhar um papel crucial na narrativa contemporânea, enriquecendo o diálogo cultural e provocando a reflexão sobre as nuances da vida cotidiana.


Atividade de Fixação sobre o Gênero Textual "Crônica Jornalística"

Objetivo:

  • Identificar as características do gênero textual crônica jornalística.

  • Analisar o conteúdo de uma crônica jornalística.

  • Produzir uma crônica jornalística.

Material:

Título: A beleza da simplicidade

Tema: A importância de apreciar a simplicidade do cotidiano

Estava andando pela rua quando vi uma cena que me chamou a atenção. Um senhor, de cabelos brancos e semblante cansado, estava sentado em um banco, observando as pessoas passarem. Ele tinha uma expressão de paz e tranquilidade no rosto.
Aproximei-me dele e perguntei se ele estava bem. Ele sorriu e disse que sim, que estava apenas apreciando a beleza da simplicidade.
Fiquei intrigado com sua resposta. Perguntei-lhe o que ele queria dizer com isso.
Ele me contou que, depois de uma vida inteira trabalhando duro, ele havia aprendido a apreciar as pequenas coisas da vida. Ele disse que a felicidade não estava nas grandes conquistas, mas sim nas pequenas alegrias do dia a dia.
Ele me contou que, para ele, a felicidade era sentir o sol no rosto, o vento nos cabelos, o cheiro das flores. Era ouvir o canto dos pássaros, o riso das crianças, a conversa dos amigos. Era apreciar a beleza da natureza, a simplicidade da vida.
Eu fiquei pensando nas palavras do senhor. Ele tinha razão. A felicidade está nas pequenas coisas, nos momentos mais simples da vida.
É fácil perdermos de vista a beleza da simplicidade quando estamos ocupados com o dia a dia. Mas é importante lembrarmos que, muitas vezes, a felicidade está bem na nossa frente, nos detalhes que costumamos ignorar.
Então, da próxima vez que você estiver se sentindo triste ou desanimado, pare por um momento e aprecie a beleza da simplicidade. Observe o sol, o vento, as flores. Ouça o canto dos pássaros, o riso das crianças. Converse com seus amigos.
Você vai se surpreender com o quanto isso pode mudar seu dia.

Desenvolvimento:

Apresentação do gênero textual crônica jornalística:

  • Explique aos alunos que a crônica jornalística é um gênero textual que mistura fragmentos narrativos – em geral, pequenos fatos cotidianos são contados para, em seguida, promover-se uma reflexão sobre eles – e trechos mais longos de reflexão e argumentação sobre o fato narrado.

  • Comente que a crônica jornalística é um gênero muito presente nos jornais e revistas, e que é frequentemente escrita por jornalistas, mas também por escritores e poetas.

Identificação das características do gênero textual crônica jornalística:

  • Solicite aos alunos que leiam atentamente o texto da crônica jornalística A beleza da simplicidade.

  • Em seguida, peça que eles identifiquem as características do gênero textual crônica jornalística, como:

    • Tema: o que a crônica trata?

    • Foco narrativo: quem narra a história?

    • Linguagem: qual é o estilo de linguagem utilizado na crônica?

    • Argumentação: a crônica apresenta alguma reflexão ou opinião sobre o tema?

Análise do conteúdo de uma crônica jornalística:

  • Solicite aos alunos que escolham uma crônica jornalística que eles tenham lido ou ouvido.

  • Em seguida, peça que eles analisem o conteúdo da crônica, respondendo às seguintes perguntas:

    • Qual é o tema da crônica?

    • Qual é a visão do autor sobre o tema?

    • Quais são os argumentos que o autor utiliza para sustentar sua visão?

    • Qual é o impacto da crônica no leitor?

Produção de uma crônica jornalística:

  • Solicite aos alunos que escrevam uma crônica jornalística sobre um tema de seu interesse.

  • Oriente-os a seguir as características do gênero textual crônica jornalística.

Avaliação:

  • A avaliação pode ser feita por meio da observação das respostas dos alunos às questões da atividade, ou pela análise das crônicas jornalísticas produzidas pelos alunos.

Exemplo de questões para análise do conteúdo de uma crônica jornalística:

  • Tema:

    • Qual é o tema da crônica?

    • O tema é relevante para a sociedade atual?

  • Visão do autor:

    • Qual é a visão do autor sobre o tema?

    • A visão do autor é clara e consistente?

  • Argumentos:

    • Quais são os argumentos que o autor utiliza para sustentar sua visão?

    • Os argumentos são convincentes?

  • Impacto no leitor:

    • Qual é o impacto da crônica no leitor?

    • A crônica provoca reflexão ou mudança de opinião no leitor?

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page