top of page

[GÊNERO TEXTUAL] Crônica descritiva

Em um universo onde as palavras se tornam pincéis e as frases se transformam em telas, a crônica descritiva emerge como uma expressão literária que transcende a narrativa tradicional. Neste artigo, convidamos você a explorar as nuances da crônica descritiva, desvendando sua definição, características marcantes e alguns exemplos ilustres no cenário literário brasileiro.


Definição da Crônica Descritiva

A crônica descritiva é um gênero textual que se destaca pela habilidade de pintar imagens vívidas e sensoriais por meio da linguagem. Ao contrário das crônicas narrativas, que se concentram na narração de histórias, a crônica descritiva foca na apresentação detalhada de cenários, objetos, pessoas ou momentos, criando uma experiência rica e sensorial para o leitor.


Características Intrínsecas da Crônica Descritiva

1. Poder Evocativo: A crônica descritiva busca, acima de tudo, evocar sensações. Seja descrevendo uma paisagem exuberante, uma cena do cotidiano ou um objeto peculiar, o cronista utiliza a linguagem de maneira a transportar o leitor para o universo descrito.

2. Detalhes Sensoriais: A riqueza dos detalhes é uma marca registrada da crônica descritiva. Sons, aromas, texturas e cores são meticulosamente escolhidos para criar uma atmosfera envolvente e imersiva.

3. Subjetividade do Observador: Assim como em outras formas de crônica, a subjetividade do autor desempenha um papel crucial. A visão pessoal do cronista sobre o que está sendo descrito adiciona uma camada de autenticidade e singularidade ao texto.


Exemplos Notáveis no Brasil

1. Clarice Lispector: A renomada escritora Clarice Lispector é reconhecida por sua capacidade singular de criar crônicas descritivas que exploram o âmago da experiência humana. Suas descrições envolventes transcendem o simples ato de observar, mergulhando profundamente nas emoções e nuances dos momentos retratados.

2. Rubem Alves: O saudoso Rubem Alves, além de ser um renomado educador, deixou um legado significativo no campo da crônica descritiva. Suas palavras têm o poder de esculpir imagens tão vívidas que parecem saltar das páginas, revelando uma sensibilidade ímpar.

3. Fernando Sabino: Com uma prosa elegante e um olhar aguçado para os detalhes, Fernando Sabino é outro mestre na arte da crônica descritiva. Suas obras capturam a essência poética da vida cotidiana, transformando o ordinário em extraordinário por meio de suas descrições meticulosas.


Para encontrar crônicas descritivas, é importante estar atento às seguintes características:

  • Descrição: a crônica descritiva é marcada pela descrição de objetos, lugares, personagens ou acontecimentos.

  • Particularidade: a descrição é feita de forma particular, com o objetivo de criar um efeito estético ou reflexivo.

  • Cortejo: a crônica descritiva geralmente termina com um cortejo, que é uma reflexão ou uma conclusão sobre o tema narrado.

Aqui estão algumas dicas para encontrar crônicas descritivas:

  • Leia crônicas de autores conhecidos por seu estilo descritivo.

  • Preste atenção às palavras e expressões que são usadas para descrever objetos, lugares, personagens ou acontecimentos.

  • Busque crônicas que tratem de temas cotidianos ou que tenham um tom reflexivo.

Aqui estão alguns exemplos de como encontrar crônicas descritivas:

  • Se você está procurando crônicas descritivas de objetos, procure por crônicas que mencionem objetos específicos, como um guarda-chuva, um livro, uma flor ou uma paisagem.

  • Se você está procurando crônicas descritivas de lugares, procure por crônicas que mencionem lugares específicos, como uma cidade, um bairro, uma rua ou uma casa.

  • Se você está procurando crônicas descritivas de personagens, procure por crônicas que mencionem personagens específicos, como uma pessoa, um animal ou uma figura imaginária.

  • Se você está procurando crônicas descritivas de acontecimentos, procure por crônicas que mencionem acontecimentos específicos, como um acidente, um evento histórico ou um momento cotidiano.

Com um pouco de prática, é possível identificar crônicas descritivas e apreciar o estilo particular que elas apresentam.


A crônica descritiva, ao se transformar em um caleidoscópio de palavras, transporta o leitor para mundos antes desconhecidos. Nessa jornada sensorial, os cronistas brasileiros têm desempenhado um papel fundamental, enriquecendo nossa compreensão do mundo com suas descrições meticulosas e emocionalmente carregadas. Que possamos continuar a apreciar e celebrar essa forma única de arte literária que nos convida a ver o extraordinário na simplicidade do cotidiano.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page