Dicas para escrever de maneira coerente

Se você está treinando para fazer uma boa redação no Enem e outras provas, já deve ter notado que alguns fatores são essenciais para criação de um texto. Como vimos, para que seja considerado coerente, ele deve manter uma relação lógica e harmônica entre os argumentos. Além disso, vale sempre lembrar que a coerência textual e a coesão são elementos complementares, pois uma trabalha com a significação e outro na estruturação das ideias.


Durante a escrita é fundamental pensar no nível de interação com o leitor, pois é a partir dele que serão geradas diversas interpretações. Para que isso ocorra de forma eficiente e sem a interrupção no entendimento das ideias, existem algumas dicas que podem ajudá-lo na hora da produção textual.

  1. Mantenha uma sequência cronológica: a ordem dos acontecimentos é importante para sua compreensão. O ordenamento pode ser quebrado caso o intuito seja criar um suspense, mas em algum momento essa questão precisa ser esclarecida.

  2. Obedeça a uma ordem descritiva: as informações mais relevantes sempre devem aparecer nas partes iniciais do texto. Os detalhes que são pertinentes podem surgir para enfatizar a cena, objeto ou fato observado.

  3. Faça articulações entre as ideias: à medida que o texto vai sendo construído, os novos argumentos devem se relacionar com os antigos, de maneira que todos fiquem ordenados e interligados.

  4. Cuidado com as repetições: evite redundâncias ou excesso de palavras que no final dizem a mesma coisa. Uma ideia até pode ser repetida, porém quando servir de complemento para um novo raciocínio.

  5. Não se contradiga: lembra que um dos princípios da coerência textual é a não contradição? Pois bem, se seu intuito for trazer diferentes pontos de vista em torno de uma mesma temática, precisa deixar claro quem defende cada posicionamento.

  6. Evite generalizações: afirmar sem embasamento a veracidade de uma informação ou com base em senso comum pode demonstrar desconhecimento sobre o tema abordado.

  7. Nunca interfira na realidade: abordar a realidade com discursos sem comprovação científica ou vindos de fontes não confiáveis para trazer veracidade a sua ideia, pode comprometer a credibilidade do texto. Um fato concreto só é posto em dúvida com base em investigações empíricas.

Fonte: https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/lingua-portuguesa/coerencia-textual

9 visualizações0 comentário