top of page

[LINGUÍSTICA E SEMIÓTICA] Articuladores textuais

Na linguagem escrita, os articuladores textuais desempenham um papel fundamental na construção de textos coesos e compreensíveis. Neste artigo, exploraremos o conceito, a finalidade, exemplos marcantes e a aplicação prática dos articuladores textuais na progressão de ideias.


O que são Articuladores Textuais?

Os articuladores textuais, também conhecidos como conectivos ou elementos coesivos, são palavras ou expressões que estabelecem relações lógicas e semânticas entre as partes de um texto. Sua função principal é guiar o leitor, promovendo uma transição suave entre as ideias e garantindo a coerência do discurso.

Finalidade dos Articuladores Textuais

  1. Coesão Textual: Os articuladores contribuem para a coesão textual, conectando frases e parágrafos de maneira fluida. Isso permite que o leitor siga o raciocínio do autor de forma clara e natural.

  2. Organização Estrutural: Eles ajudam a estruturar o texto, indicando relações de causa e efeito, comparação, contraste, entre outras. Essa organização facilita a compreensão e torna o texto mais agradável de ler.

  3. Expressão de Relações Lógicas: Articuladores textuais são essenciais para expressar relações lógicas entre as ideias, destacando a progressão do pensamento e a interconexão dos conceitos apresentados.

Exemplos de Articuladores Textuais

  • Articuladores de adição: indicam que as ideias estão relacionadas de forma aditiva, ou seja, que se somam ou se acrescentam. Exemplos: "e", "mas", "além disso", "ainda", "também", "por outro lado", "por outro lado", "para além disso".

  • Articuladores de oposição: indicam que as ideias estão relacionadas de forma adversativa, ou seja, que se contrapõem. Exemplos: "mas", "porém", "contudo", "entretanto", "todavia", "apesar disso", "mesmo assim".

  • Articuladores de causalidade: indicam que as ideias estão relacionadas de forma causal, ou seja, que uma ideia é consequência da outra. Exemplos: "pois", "porque", "já que", "visto que", "como", "de modo que", "para que".

  • Articuladores de temporalidade: indicam que as ideias estão relacionadas de forma temporal, ou seja, que ocorrem em uma determinada ordem. Exemplos: "primeiro", "depois", "anteriormente", "posteriormente", "a seguir", "finalmente", "logo".

  • Articuladores de conclusão: indicam que as ideias estão relacionadas de forma conclusiva, ou seja, que levam a uma conclusão. Exemplos: "portanto", "assim", "logo", "em conclusão", "finalmente", "por fim".

Aplicação Prática na Escrita

  1. Ensaios e Trabalhos Acadêmicos: Articuladores textuais são cruciais na estruturação de ensaios e trabalhos acadêmicos, onde a progressão lógica das ideias é essencial para uma argumentação coerente.

  2. Narrativas e Contos: Em narrativas, articuladores contribuem para a fluidez da história, guiando o leitor de uma cena para outra de maneira natural.

  3. Redações e Textos Informativos: Na redação de textos informativos, articuladores são usados para organizar informações, apresentar argumentos e garantir uma leitura compreensível.

Exemplos

Aqui estão alguns exemplos de como os articuladores textuais podem ser usados para estabelecer relações entre as ideias de um texto:

  • Articuladores de adição:

    • "O aluno estudou muito e conseguiu tirar uma boa nota na prova."

    • "O Brasil é um país rico em recursos naturais, mas também é um país com grandes desigualdades sociais."

  • Articuladores de oposição:

    • "O filme era interessante, mas o final foi um pouco decepcionante."

    • "O governo prometeu investir na educação, mas não cumpriu sua promessa."

  • Articuladores de causalidade:

    • "Como choveu muito, as ruas ficaram alagadas."

    • "Como não estudou, o aluno reprovou na prova."

  • Articuladores de temporalidade:

    • "Primeiro, o aluno estudou a matéria. Depois, ele fez os exercícios."

    • "O verão chegou e as temperaturas subiram."

  • Articuladores de conclusão:

    • "Portanto, é importante estudar para as provas."

    • "Assim, concluímos que o Brasil é um país com grandes desafios."

Aplicação

Ao escrever um texto, é importante escolher os articuladores textuais adequados para estabelecer as relações de sentido desejadas entre as ideias. Os articuladores textuais devem ser usados de forma natural e coerente, para que o texto não fique artificial ou desleixado.

Aqui estão algumas dicas para usar os articuladores textuais de forma eficaz:

  • Conheça os diferentes tipos de articuladores textuais e suas funções.

  • Use os articuladores textuais de forma consistente.

  • Evite o uso excessivo de articuladores textuais.

Ao dominar o uso de articuladores textuais, os escritores elevam a qualidade de suas produções, tornando-as mais acessíveis e envolventes para o leitor. Essas pequenas palavras desempenham um papel gigante na arte da comunicação escrita, guiando-nos habilmente pelas emaranhadas sendas das ideias.


169 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page