top of page

[LINGUÍSTICA E SEMIÓTICA] Partes constituintes do poema

O poema é um gênero textual que consiste em um texto escrito em versos, com ritmo e musicalidade. Ele é uma forma de expressão artística, que pode ser utilizada para expressar sentimentos, ideias ou reflexões.


As partes constituintes do poema são:

  • Verso: é uma linha de texto que se organiza em estrofes.

  • Estrofe: é um conjunto de versos que formam uma unidade de sentido.

  • Rima: é a correspondência sonora entre os versos, que pode ser consonantal ou vocálica.

  • Esquema rimático: é a organização das rimas em um poema, que pode ser regular ou irregular.

  • Figuras de linguagem: são recursos estilísticos que são utilizados para criar efeitos sonoros, visuais ou de sentido.

Verso

O verso é a unidade básica do poema. Ele pode ser formado por uma única palavra ou por um conjunto de palavras. Os versos são organizados em estrofes, que formam uma unidade de sentido.


Estrofe

A estrofe é um conjunto de versos que formam uma unidade de sentido. As estrofes podem ser de diferentes tamanhos, desde duas linhas até dezenas de linhas.


Rima

A rima é a correspondência sonora entre os versos, que pode ser consonantal ou vocálica. A rima consonantal ocorre quando as últimas sílabas de dois ou mais versos terminam com as mesmas consoantes, independentemente das vogais. A rima vocálica ocorre quando as últimas sílabas de dois ou mais versos terminam com as mesmas vogais, independentemente das consoantes.


Esquema rimático

O esquema rimático é a organização das rimas em um poema. Ele pode ser regular ou irregular. O esquema rimático regular é aquele em que os versos rimam de acordo com uma determinada regra. O esquema rimático irregular é aquele em que os versos não rimam de acordo com uma regra preestabelecida.


Figuras de linguagem

As figuras de linguagem são recursos estilísticos que são utilizados para criar efeitos sonoros, visuais ou de sentido. As figuras de linguagem mais comuns na poesia são:

  • Metáfora: é uma comparação implícita, sem o uso de conectivos como "como" ou "semelhante a".

  • Metonímia: é uma substituição de uma palavra por outra com a qual ela tem alguma relação de proximidade.

  • Hipérbole: é uma figura de linguagem que exagera ou diminui uma ideia ou um fato.

  • Ironia: é uma figura de linguagem que expressa o contrário do que se pensa.

  • Antítese: é uma figura de linguagem que opõe duas ideias ou conceitos.

  • Aliteração: é uma figura de linguagem que repete sons consonantais.

  • Assonância: é uma figura de linguagem que repete sons vocálicos.

A importância das partes constituintes do poema

As partes constituintes do poema são importantes para a construção do sentido do texto. O verso é a unidade básica do poema, e a estrofe é responsável por organizar os versos em unidades de sentido. A rima contribui para a musicalidade do poema, e o esquema rimático pode ser utilizado para criar efeitos sonoros ou de sentido. As figuras de linguagem são recursos estilísticos que podem ser utilizados para criar imagens, sensações ou efeitos de sentido.


A compreensão das partes constituintes do poema é importante para a interpretação do texto poético. Ao identificar as partes do poema, o leitor pode compreender melhor o sentido do texto e as escolhas estilísticas do poeta.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page