Gênero Textual - Resenha

Atualizado: 28 de ago.

Resenha é um gênero textual que consiste na descrição de um texto ou de um filme, no qual quem escreve pode expressar a sua opinião. E é um gênero científico muito usado para produzir materiais de estudo, podendo ter aspectos descritivos ou argumentativos.


As resenhas são lidas pelas pessoas que pretendem saber algo acerca de um conteúdo (do que se trata ou se é bem avaliado pela crítica, por exemplo). Por isso, elas podem influenciar a escolha do leitor, que tem dúvida sobre ler um livro ou outro, e do espectador, que ainda não decidiu se quer ou não assistir determinado filme.


Características

Para além da estrutura das resenhas descritivas ou críticas, é importante pontuar as seguintes características desse gênero:


I. Objetividade: Por se tratar de um gênero científico, a resenha exige certo grau de objetividade em sua linguagem, haja vista que interferências da pessoalidade do autor atrapalhariam o método da ciência. O uso do sentido literal é sempre bem-vindo em textos desse tipo.


II. Concisão: Uma boa resenha deve procurar dizer o necessário, sem muitos exemplos ou repetições. Isso porque o texto tem como função ser um material de estudo, uma composição para ser lida depois, sem haver a necessidade de acessar os originais resenhados.


III. Utilização de um método: É importante que, nas resenhas, o autor estruture o texto a partir de um método claro e objetivo. Em geral, duas partes são fundamentais em todas as produções desse tipo: o resumo e a análise de dados.


IV. Uso da norma-padrão da língua: Para manter a clareza e a objetividade, recomenda-se que a norma-padrão seja a variante de linguagem utilizada nas resenhas. Isso não significa, é bom lembrar, que se deve escrever de uma maneira rebuscada ou difícil nas resenhas. Lembre-se: a norma-padrão é aquela variante da linguagem que segue a gramática, mas que também deve ser compreendida pela maioria das pessoas.


Tipos

Tradicionalmente, existem dois tipos de resenha:


A) Resenha descritiva

Nesse tipo de resenha, o resenhista dá a conhecer ao leitor um pouco sobre o autor e sua obra. O assunto abordado no livro, por exemplo, o que é feito de forma bastante breve, ou seja, sem detalhar personagens e acontecimentos. A resenha descritiva é informativa, pois consiste em uma forma de expor algo relativo a um conteúdo, sem relatar a sua história e fazer julgamentos.


B) Resenha crítica

Também chamada de opinativa, nesse tipo de resenha, além de expor algo a respeito de um conteúdo, o autor dá a sua opinião de forma crítica, influenciando o comportamento dos leitores. Sem detalhar um livro ou um filme, por exemplo, o autor da resenha crítica informa o leitor qual o seu enredo, mas não conta a sua história. O autor diz o que pensa acerca do texto ou do livro, opinando sobre o conteúdo e o estilo utilizado.


Passo a passo de como fazer uma resenha

Como fazer uma boa resenha:


1) Identificação do estudante

O primeiro passo é se identificar. Dados como nome, curso que você está matriculado e a instituição de ensino são fundamentais.


2) Informações sobre a obra

Depois você deve sinalizar os dados bibliográficos da fonte de pesquisa, como autor, título, data do lançamento. Aqui você deverá apresentar a obra de forma sucinta e mencionar como funciona sua divisão (capítulos, obras, sessões). Esse passo deve situar o leitor sobre o que vai ser analisado criticamente.


3) Descrição do conteúdo

Agora quem está lendo, já tem todas as informações necessárias para entender seus pontos críticos, que vêm logo em seguida.

Neste sentido, em apenas um parágrafo, e de forma objetiva, faça um breve resumo da obra a ser analisada.


4) Análise crítica

Agora é a hora da verdade! Faça a sua análise crítica. Neste ponto, três parágrafos devem ser suficientes para você explicar objetivamente os principais pontos do objeto de estudo. Aproveite este espaço para discorrer sobre argumentos relacionados à obra e seus aspectos mais relevantes. Faça comparações, avalie a qualidade do conteúdo, as ideias centrais, sua pertinência com o tema, os argumentos de suporte, sua aplicação no contexto atual, etc.


5) Conclusão

Assim como um artigo científico, aqui também há um momento para finalizar o que foi dito com uma conclusão lógica sobre os fatos expostos. Em outras palavras, você não precisa obrigatoriamente concordar com o autor ou recomendar a obra dentro da sua proposta de análise, desde que sua análise exponha os pontos que te guiaram a esse posicionamento.


Fonte:

https://www.todamateria.com.br/resenha/

https://www.portugues.com.br/redacao/resenha.html

https://blog.mettzer.com/resenha-saiba-como-fazer/


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo