top of page

Coerência Gramatical entre Sujeito e Verbo - Fundamentos para uma Escrita Convincente

Bem-vindos à nossa aula sobre a coerência gramatical entre sujeito e verbo! Nesta lição, vamos explorar os fundamentos essenciais para garantir que o sujeito e o verbo estejam em harmonia em suas frases, proporcionando uma escrita clara e convincente. Vamos mergulhar nesse tópico importante e aprender como evitar erros comuns que podem comprometer a qualidade da sua comunicação escrita.


O que é Coerência Gramatical entre Sujeito e Verbo?

A coerência gramatical entre sujeito e verbo diz respeito à concordância adequada entre o sujeito de uma frase e o verbo que o acompanha. Em termos mais simples, significa que o verbo deve concordar com o sujeito em número e pessoa, para que a mensagem seja compreendida de forma clara e correta.


Concordância em Número:

  1. Sujeito Singular e Verbo Singular: Quando o sujeito da frase está no singular, o verbo também deve estar no singular. Exemplo: O pássaro canta na janela.

  2. Sujeito Plural e Verbo Plural: Da mesma forma, quando o sujeito está no plural, o verbo deve estar no plural. Exemplo: Os pássaros cantam na janela.

Concordância em Pessoa:

  1. Primeira Pessoa: O pronome "eu" é uma primeira pessoa do singular, e o verbo que o acompanha também deve estar na primeira pessoa do singular. Exemplo: Eu gosto de ler livros.

  2. Segunda Pessoa: O pronome "tu" é uma segunda pessoa do singular, e o verbo que o acompanha também deve estar na segunda pessoa do singular. Exemplo: Tu gostas de ler livros.

  3. Terceira Pessoa: As terceiras pessoas do singular e plural são representadas pelos pronomes "ele/ela" e "eles/elas", e o verbo que os acompanha deve estar na terceira pessoa correspondente. Exemplo: Ele gosta de ler livros. / Elas gostam de ler livros.

Dicas para uma Coerência Gramatical Perfeita:

  1. Identifique o Sujeito: Antes de escolher o verbo, identifique claramente o sujeito da frase. Ele determinará a forma verbal correta.

  2. Atenção aos Pronomes: Os pronomes pessoais também têm papel importante na concordância entre sujeito e verbo.

  3. Verbos Impessoais: Alguns verbos são impessoais, não possuem sujeito explícito e são usados apenas na terceira pessoa do singular. Exemplo: Chove muito hoje.

  4. Cuidado com Expressões Numéricas: Expressões numéricas e de quantidade podem confundir a concordância verbal. O verbo deve concordar com o numeral. Exemplo: Dois terços da turma faltaram. (e não "faltou")

Pratique sua Coerência Gramatical:

Exercite-se criando frases que exemplifiquem corretamente a concordância entre sujeito e verbo, utilizando diferentes pessoas e números. Isso fortalecerá suas habilidades de escrita e tornará seus textos mais confiáveis e impactantes.


Ao dominar a coerência gramatical entre sujeito e verbo, você dará um passo importante para se tornar um comunicador mais eficaz e garantirá que suas mensagens sejam transmitidas com clareza e precisão. Agora é hora de praticar e aplicar esses conhecimentos em sua escrita diária. Juntos, construiremos uma comunicação mais sólida e convincente!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page